Cavaco Silva 3

O sinal da vitória

Cavaco SilvaCavaco Silva, ao deixar escapar a opinião de que ainda é cedo para julgar o actual Governo (ver Expresso de hoje), está no fundo a reconhecer uma vitória antecipada, a sua, numas eleições para as quais nem sequer se candidatou! As intenções de voto a seu favor são muito nítidas e os restantes candidatos, já no terreno, ao resumirem praticamente os seus desertos de ideias à proclamação de que é necessário derrotar o candidato da Direita, mais não fazem do que acentuar esta tendência do eleitorado.
A dicotomia Esquerda vs. Direita há muito que deixou de fazer qualquer sentido (escrevi-o, se não me engano, em 1984), pelo simples motivo de se terem transformado em meros adjectivos adversariais entre os principais protagonistas das democracias parlamentares europeias. Os chamados partidos do arco do poder (o PS e o PSD; mas também o CDS, o PCP e agora o Bloco de Esquerda) são o Sistema, e o Sistema, como se sabe, faliu, chafurda na grande e na pequena corrupção, é irresponsável, cínico, arrogante e mentiroso. Já não vale nada para quem nele, apesar de tudo, vota. É verdade que não se vislumbra nenhuma alternativa credível. Daí a incerteza, o nervosismo e o cepticismo generalizados. Daí também o secreto desejo popular de encontrar um pai tirano, competente em matéria de finanças e honesto lá em casa, que ponha alguma ordem neste conjunto.
Já se viu que o Governo de Sócrates, como no fundo se esperava (a ilusão/desilusão com António Guterres vacinou-nos…), não vai remediar coisa alguma. O homem e o Governo atolam-se ao fim de quatro meses de rugidos na demagogia e na endogamia sinistra que vêm minando as bases morais deste País. Em vez de criar regras claras e transparentes na Administração do Estado e nas empresas públicas e semi-públicas, que regulem o que é e não é cargo de confiança política, Sócrates mantem uma conveniente poeira legislativa, sob a qual prossegue a famosa descadeirada, conhecida desde a era de Guterres como o bailarico dos jobs for the boys and girls. As mexidas conduzidas pela Senhora da Cultura no dia de ontem (Biblioteca Nacional, IA, IPPAR, e CCB), depois das mexidas caninas operadas na Caixa Geral de Depósitos, na GALP e em centenas ou milhares de outros lugares (tachos) sob alçada do Governo e do PS, são a face escancarada de um sistema político ideologicamente esgotado e corrompido até à medula. É preciso dar um pontapé no rabo desta hipócrita democracia. Para que venha uma ditadura, perguntarão os do costume? Não, para que venha um novo regime político, mais democrático. O actual perdeu a vergonha e já não sabe fazer outra coisa que não seja abusar do seu nome generoso para fins cada vez mais inconfessáveis. O mundo (não sei se sabiam…) caminha para o precipício da sua própria gula. Não é certo que tenhamos tempo e vontade de evitar a queda, mas vale mesmo assim a pena proclamar, aqui e agora, a necessidade imperiosa de mudar o actual estado de coisas. Precisamos todos, se não quisermos enlouquecer de vez, de uma Sociedade Sustentável. Batemos no fundo. Muitos mais 11S, Iraques e Katrinas nos esperam ao virar da esquina. Aproveitemos o facto para meditar e decidir. Como disse, a diferença entre Esquerda e Direita não é a diferença que realmente faz diferença numa perspectiva de futuro. Há outros paradigmas muitíssimo mais decisivos para compreender o que nos está a acontecer e para compreender o que nos irá acontecer se, entretanto, nada fizermos, ou fizermos tudo mal.
A eleição de Cavaco Silva tornou-se na inevitável catarse do momento. Despachemo-la sem demora! Para que depois possamos pensar nos verdadeiros problemas.

PS – As sondagens dizem que muitos votarão em Manuel Alegre e Francisco Louçã na primeira volta e que, se houver segunda, votarão em Cavaco Silva! Quer se queira quer não, Mário Soares, para além de velho e contraditório com tudo o que andou a dizer ao longo dos últimos anos sobre a sua retirada da vida política nacional, continua a identificar-se, não apenas com o bem que fez, mas sobretudo com o mal do sistema que ajudou a cultivar: desorganização social, proliferação e ineficiência da burocracia, nepotismo partidário generalizado, economia paralela, consagração ilegítima de poderes ocultos (Maçonaria, Soarismo, Opus Dai), promiscuidade generalizada entre os partidos e as pequenas e grandes mafias económicas, corrupção e sobretudo a ausência gritante de uma visão para Portugal. Não admira pois que as suas hipóteses de vir a ser o próximo Presidente da República sejam nulas. Última ironia: a vitória de Cavaco é o que, na realidade actual, mais convem a José Sócrates, a Marques Mendes e ao País.

O-A-M #87 30 Set 2005

8 responses to “Cavaco Silva 3

  1. Vê-se logo que és de direita!!!!O Cavaco não vai salvar nada…Ele apenas vai afundar mais aquilo onde ajudou a meter água.Cavaco é incompetente!!!Vocês, lá no PPD, não tinham mais ninguém pior do que o Cavaco Silva?Se o sistema está mal, a culpa é do PPD/PSD…Não existe partido mais corrupto, com mais maus instintos, mais anti-democrático do que o partido laranja.Cavaco Silva é uma nulidade!!!

  2. CAVACO SILVA NEM SEQUER SABE COMER BOLO REI!!!! AH AH AH!!!!Vocês já imaginaram a triste figura do professor de finanças públicas a comer bolo rei?Imaginem Cavaco, em Belém, numa qualquer recepção a um chefe de estado de outro país, a comer à mesa.Vejam o mau aspecto que Cavaco vai dar!!!! O homem nem sequer sabe estar, não tem maneiras…Ele que sempre fugiu, é hesitante…nem sabe falar português, correctamente.

  3. “PODE HAVER UMA DEMOCRACIA SEM PARTIDOS?” – pergunta de Ramalho Eanes quando era Presidente da República.———————————–Esta pergunta, proferida pelo inquietante e básico General Ramalho Eanes, resume tudo o que vai ser Cavaco Silva…Com gente dessa, Cavaco não podia começar pior…Logo se vê a falta de nível da candidatura de Cavaco ao chamar gente tão reles como o militar de Alcains…Fujam todos de Portugal….Cavaco é uma ameaça à estabilidade!!!!

  4. Alguém disse ” a ignorância ou o fingir não a ter é o vírus da inteligência humana “, meus senhores para 80 e tal anos já nos bastou Salazar e vejam como ele acabou, basta de manter fundações a conta dos dinheiros públicos, basta de fazer voltas ao mundo a conta dos dinheiros públicos, basta de ter ROUBADO milhares de portugueses fingindo uma descolonização bem feita e depois distribuindo esse saque pelos seus pares, basta de trair camaradas dentro do próprio partido, e por fim BASTA de sermos TODOS uns Portugueses de MERDA que como certos animais parece que temos palas e só vemos ideologias de esquerda ou de direita esquecendo que vivemos num Portugal bonito com muito para dar, Cavaco pode não ser uma perfeição não é da minha ideologia, fez muita coisa boa como muita má COMO TODOS que já passaram na nossa medíocre politica, mas já demonstrou ser uma pessoa firme nos seus actos e é disso que o país precisa neste momento. Um contra ponto para um governar desgovernado e não uma ama para prestar vassalagem sem nada dizer e fazer. Meus amigos promessas como neste passado bem recente não são promessas e palavras levas o vento. De um incrivelmente socialista de 78 anos de idade que AMA este país a beira-mar plantado e que por um Portugal melhor irá votar CAVACO SILVA.P.O.O.

  5. Se Mário Soares ganhar solicito a cidadania espanhola ?Prefiro ser espanhol que português maluco

  6. Cavaco Silva?Credo. Quem já conseguiu esquecer o homem a comer bolo rei? Quem já se esqueceu do que foi o governo dele?Vota Garcia Pereira, o único que tem ideias. http://www.garcia-pereira-a-presidente.blogspot.com

  7. ‘Cavaco explicava há dias – não garanto que por estas exactas palavras – que o país precisa de inovação, imaginação, ousadia e sentido do risco.Nem mais: sabe sempre bem constatarmos que há alguma coisa em que concordamos com os nossos oponentes.Porém, a ser assim, a gente pergunta-se se Cavaco se imagina a si próprio com essas qualidades.Inovação? Há quantas décadas terá ele inovado pela última vez, nem que fosse só ao nível do discurso?Imaginação? Bom, bom, cuidadinho para não sair asneira…Ousadia? Tal como, por exemplo?…Sentido do risco? Teremos o mesmo dicionário?Inovação, imaginação, ousadia e sentido do risco – eis, pois, o que recomenda o professor Cavaco. Que é como quem diz: votem Soares’– João Pinto e Castro

  8. E o Mário Soares é um prepotente, incompetente, só procura protagonismo e alem de tudo é bebado:http://www.flurl.com/uploaded/Soares_sempre_presente_26561.html Pelo menos o Cavaco n se mete nos copos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s