Venezuela

Hugo Chavez
Hugo Chávez, vítima de provocação da CNN? CIA envolvida em novo golpe?

¿QUIÉN LO MATÓ? (“Operação Tenaz”)

A edição em Espanhol da CNN transmitiu no dia 27-11 uma imagem de Hugo Chávez com a seguinte legenda: “¿Quién lo Mató?”. A imagem e a legenda estiveram no ar durante 7 segundos. Mais tarde, a CNN desculpou-se face ao que considerou ter sido um infeliz incidente técnico. Segundo a CNN, a legenda dizia respeito a uma notícia publicada depois, no alinhamento das notícias, sobre a misteriosa morte de um desportista. O certo é que Chávez não gostou e pondera processar a CNN por incitamento subliminar ao magnicídio do presidente eleito da Venezuela. Depois do “¿Por qué no te callas?”, proferido pelo bourbónico rei de Espanha, a gaffe de um dos principais órgãos de propaganda do governo Bush, dá para pensar que o homem tem mesmo inimigos de peso!

Entretanto, coisa mais séria, para não dizer grave, o canal governamental Venezolana de Televisión, divulgou parte de um Memorandum secreto, datado de 20 de Novembro último, obtido pelos serviços de contra-espionagem venezuelanos, dando conta de um plano da CIA para destabilizar o regime de Chávez antes do referendo constitucional de 2 de Dezembro próximo. Este suposto plano será brevemente divulgado na íntegra, para conhecimento público e verificação da sua autenticidade.

O Memorandum, muito preocupante pelos seus declarados objectivos, chega a mencionar a “execução de acções militares de apoio a mobilizações da oposição e ocupações propagandisticas”! Imagine-se que algum país montava semelhante operação contra os EUA, ou contra o Reino Unido, ou contra a França, ou mesmo contra a Espanha, como seria visto? Que lhe aconteceria? Como reagiriam os média, i.e., os meios de propaganda oficiais? Ouviram alguma referência a este assunto na imprensa portuguesa ou espanhola? Pois não!

O chamado Ocidente empobrece dia a dia, mas não perde os maus hábitos imperiais. Se não se emendar, vai acabar por aprender da pior maneira. Isto é pagando o petróleo e o gás natural muito caros!


CIA Operation “Pliers” Uncovered in Venezuela

Last night CNN en Español aired the above image, which captions at the bottom “Who Killed him?” by “accident”. The image of President Chavez with the caption about killing him below, which some could say subliminally incites to assassination, was a “production error” mistakenly made in the CNN en Español newsroom. The news anchor had been narrarating a story about the situation between Colombia and Venezuela and then switched to a story about an unsolved homicide but – oops – someone forgot to change the screen image and President Chavez was left with the killing statement below. Today they apologized and admitted it was a rather “unfortunate” and “regrettable” mistake. Yes, it was.

On a scarier note, an internal CIA memorandum has been obtained by Venezuelan counterintelligence from the US Embassy in Caracas that reveals a very sinister – almost fantastical, were it not true – plan to destabilize Venezuela during the coming days. The plan, titled “OPERATION PLIERS” was authored by CIA Officer Michael Middleton Steere and was addressed to CIA Director General Michael Hayden in Washington. Steere is stationed at the US Embassy in Caracas under the guise of a Regional Affairs Officer. The internal memorandum, dated November 20, 2007, references the “Advances of the Final Stage of Operation Pliers”, and confirms that the operation is coordinated by the team of Human Intelligence (HUMINT) in Venezuela. The memo summarizes the different scenarios that the CIA has been working on in Venezuela for the upcoming referendum vote on December 2nd. The Electoral Scenario, as it’s phrased, confirms that the voting tendencies will not change substantially before Sunday, December 2nd, and that the SI (YES) vote in favor of the constitutional reform has an advantage of about 10-13 points over the NO vote. The CIA estimates abstention around 60% and states in the memo that this voting tendency is irreversible before the elections. — in Global Research.

“La Abogada y escritora Venezolana-Estadounidense Eva Golinger, denunció en el programa La Hojilla que conduce Mario Silva, el nuevo intervencionismo del imperio gringo en Venezuela, mediante ONGs financiadas con miles de dólares procedentes de la CIA, NED, USAI entre otras, penetrando en esta ocasión a organizaciones comunitarias en el interior del país, especialmente en los Estados Sucre, Aragua, Mérida y Tachira.”

Venezuela, Operación Tenaza: Informe confidencial de la CIA devela plan de saboteo al referéndum del 2 de diciembre

27/11/07. A continuación presentamos el informe completo de la operación que tiene la Agencia Central de Inteligencia (CIA) en nuestro país dirigido a evitar la Victoria del SÍ en el Referendum de la Reforma Constitucional del próximo 2 de Diciembre. — Aporrea.org

Este informe confidencial, fue leído parcialmente en la edición del programa La Hojilla en TV por Venezolana de Televisión del día 26 de Noviembre. — in Aporrea.org.


OAM 284, 29-11-2007, 23:27

7 responses to “Venezuela

  1. pois já agora convém chamar-te áatenção pela monumental gaffe que cometeste em ficar todo abespinhado com o Parsons do Daily Mirror só para defenderes a tua dama ( porra a PJ que nunca levou uma vassourada e é um subproduto pidesco é dama que valha a pena um gajo “letrado” defender? ) quando aquele escreveu a peça demolidora e merecida contra estes paspalhos portugueses que nos humilham pela sua soberba idiotia.Ora não se viu sempre desde o príncipio que a PJ do Algarve é uma cáfila der incompetentes corruptos e fora da lei ? E o Sr. Ministro da Justiça a assobiar para o ar e o Director Geral a comer favas a toda a hora e a cuspir morcela aos microfones ? E o António maria a alinhar naquele forró Why Why Why Dalila?

  2. Olha, olha. Então o Hugo está a divilgar às pinguinhas um suposto relatório secreto do amigo imperialista? Caramba, até parece que o homem está mesmo preocupado com o resultado das eleições!…

  3. Desconfio tanto destes memorandos descobertos por sorte…

  4. Vamos por partes:1) Não conheço a PJ, e não tenho por isso nada contra a dita, por princípio. Creio q a sua população foi mudando nos últimos 33 anos, e q haja polícias sérios, interessados e competentes, outros preguiçosos, muitos desmotivados, e alguns corruptos. A corrupção vem, como se sabe, de cima, e tem muita força!Do q li sobre o caso Maddy, chamou-me sobretudo a atenção, o inusitado grau de envolvimento do governo britânico no caso. A partir daqui, comecei a desconfiar da novela e a temer pelas interferências do governo português neste mesmo assunto (como veio a suceder!).A influência dos pais de Maddy na evolução mediática do caso é outro enigma q inspira as maiores apreensões.Quando tentei corrigir a versão inglesa deste “affair”, na entrada da Wikipedia, percebi imediatamente até onde vai a manipulação confeccionada pelos profissionalíssimos PR dos McCann nesta história tão mal contada.A minha reacção aos insultos racistas do Parsons, foi mais contra a arrogância de uma certa Inglaterra decadente, hipócrita e onde abundam pedófilos e assassinos de toda a espécie. Raro é o dia q a imprensa “paparazzi” londrina não se banqueteie com uma carnificina doméstica bem apimentada!Vamos ver no q é q tudo isto dá. Parece-me haver uma operação de encobrimento de proporções monumentais. Não mudei de convicção. O Sr Gordon Brown, q também aparece neste “thriller”, já provou ser um imbecil e um aldrabão nos escassos meses q leva à frente do nº10 de Downing Street. Não vai durar muito, e isso talvez ajude a esclarecer o q motivou tanta pressão política sobre o caso Maddy.PS: n gostaria de continuar a discutir com anónimos.

  5. Vamos por partes:Diogo,2) Não tenho nenhuma simpatia pelo Hugo Chávez, tal como não tenho nenhuma simpatia pelo George W. Bush. Assim sendo, é para mim tão verosímil q o Memorandum da CIA seja uma fabricação (embora estranhe a inexistência de desmentido…), como foi verosímil a montagem de documenos q levaram os ingénuos Blair, Aznar e Barroso, a invadir o Iraque!O que já não é aceitável é q a segunda aldrabice tivesse aberto telejornais e feito capas de jornais e revistas em todo o mundo, durante semanas a fio (intoxicando assim a opinião pública mundial), e a notícia de uma possível conspiração da CIA para atrapalhar o Referendum de 2 de Dezembro próximo, convocado por Chávez, passe em completo silêncio na imprensa oligárquica deste mundo, de q a falida e temerosa imprensa portuguesa, obviamente depende.Já alguém ouviu falar do “Patriotic Act” (< HREF="http://www.toeradio.org/_images_medium_300px-guantanamo-dog-tm.jpg" REL="nofollow">ver imagem<>), introduzido por Bush no edifício jurídico norte-americano? Já alguém na imprensa portuguesa analisou a gravidade, para a democracia americana (e portanto mundial) de semelhante perversão da própria ideia de democracia?Vejam as consequências, não apenas em Guantanamo, mas nas escola americanas, mesmo diate de um antigo candidato à presidência dos EUA, neste video elucidativo…< HREF="http://www.youtube.com/watch?v=HgrFSHZfD1o&eurl=http://www.mcteacher.ch/vids/index.php?tag=meyer" REL="nofollow">LINK<>

  6. <>Chávez ameaça nacionalizar BBVA e Santander, e interromper venda de petróleo aos EEUU<>< HREF="http://www.elpais.com/articulo/internacional/Chavez/amenaza/nacionalizar/Santander/BBVA/recibe/disculpa/Rey/elpepuint/20071201elpepuint_1/Tes" REL="nofollow">El País<> — Chávez amenaza con nacionalizar el Santander y el BBVA si no recibe una disculpa del ReyEl mandatario asegurá que cortará el suministro de petróleo a EE UU si interfiere en el referéndum.- Miles de chavistas se concentran en Caracas para apoyar la reforma constitucional.El presidente de Venezuela, Hugo Chávez, ha declarado en el cierre de campaña a favor de la reforma constitucinal que él mismo ha propuesto que si el Rey Juan Carlos I de España no presenta disculpas por haberle “agredido” en Santiago de Chile comenzará “a pensar en acciones”. “La única manera, lo vuelvo a repetir, que las relaciones con España, con el Gobierno español, con las empresas españolas…tengo la lista… se arreglen, es que el Rey de España presente disculpas” por haber “agredido” al jefe de Estado de Venezuela, ha manifestado.En un duro discurso, el presidente venezolano ha agregado que “si no ocurre”, él no quiere “tener nada que ver con el Gobierno de España”. “Comenzaré a pensar en acciones que habría que tomar”, ha subrayado, antes de añadir que los españoles “compraron unos bancos” en Venezuela. “No me cuesta nada recuperarlos y nacionalizarlos y ponerlos al servicio del pueblo… no me cuesta nada”, ha indicado en referencia al Santander y Bilbao Vizcaya Argentaria.Contra EE UUEl gobernante ha repetido una vez más la denuncia que ha reiterado en los últimos días sobre “planes imperialistas y de sus lacayos de la oligarquía criolla”, uno de los cuales atribuyó a la CIA de EEUU y denominó Operación Tenaza, para crear hechos de violenca. “Si el domingo gana el ‘Sí’ (a la reforma constitucional que promueve), como todo lo indica, y la oligarquía (…) llega a desatar la violencia con el cuentico de un fraude (…), ministro (de Energía Rafael) Ramírez, el mismo día lunes, ordene usted que se detenga los envíos de petróleo a Estados Unidos”, ha declarado. “¡Ni una gota de petróleo a EE UU!”, en ese caso, ha reiterado y también ha ordenado a los militares que a partir de esta misma noche pongan “en marcha los planes especiales de protección” y tomen de inmediato los campos petroleros, junto a los trabajadores.

  7. Quem é Chávez?< HREF="http://www.counterpunch.org/blum0414.html" REL="nofollow">The CIA and the Venezuela Coup<>Overthrowing a man such as Hugo Chavez, guilty of such transgressions, was a duty so “natural” for the CIA that the only reason it might not have been intimately involved in the operation would be that the Agency had been secretly disbanded.Quem tem o poder de desmobilizar a CIA num golpe de estado contra Chávez? Quem é Chávez?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s