Crise Global 11

black bear
“Bear market” quer dizer: vender! vender!!

A bolha dos derivados é mil vezes maior e mais explosiva que a do Subprime!

The sub-prime disaster is a drop in the bucket compared to the massive derivative monster in the banks. Don’t think the Fed doesn’t know this. — John Riley, The Trillion Dollar Secret.

01-02-2008. The political balance is swinging back. Neoliberal globalization will be written about ten years from now as a cyclical swing in the history of the capitalist world-economy. The real question is not whether this phase is over but whether the swing back will be able, as in the past, to restore a state of relative equilibrium in the world-system. Or has too much damage been done? And are we now in for more violent chaos in the world-economy and therefore in the world-system as a whole? — Immanuel Wallerstein, 2008: The Demise of Neoliberal Globalization.

Quando li que uma off-shore chamada Trasset Investments BV comprou a Sociedade Agrícola do Rio Frio, de 4 mil hectares, por 250 milhões de euros, uns dias antes de ser conhecida a decisão de José Sócrates sobre a localização do Novo Aeroporto de Lisboa (NAL), fiquei a pensar se teria sido ou não um bom investimento. Se o secreto investidor sabia de antemão qual iria ser a decisão do governo, fez uma excelente compra. Mas se não sabia? Ou ainda, noutro cenário, se o NAL ficar para as calendas gregas, por causa da crise económica e financeira mundial, dum “oportuno” chumbo ambiental de Bruxelas, da falência da TAP, ou da queda prematura deste cada vez mais frágil governo, os especuladores com sede em Amesterdão terão ou não feito um bom investimento?

Cheguei à conclusão de que sim. Em qualquer dos casos, haja ou não haja NAL, foi uma boa decisão. E porquê? Porque o boom da economia financeira virtual chegou ao fim! E assim sendo, como recomendava já aos meus leitores em Dezembro de 2006, nada de enterrar poupanças em produtos financeiros (1), e nem sequer em ouro e joias, pois a bolha aqui formada começou igualmente a implodir (2). Toca a comprar (ou alugar) terra arável, se possível, próxima dos grandes centros urbanos! Se a terra, para lá das suas propriedades orgânicas e exposição solar, tiver também potencialidades especulativas, tanto melhor! Ou seja, haja ou não NAL, a herdade de Rio Frio valerá sempre os 6,25 euros/mq que pagaram ou tencionam pagar pela dita. Se não for destruída ou irremediavelmente retalhada valerá, num futuro não muito longínquo (2020…), muito mais pelo seu potencial agrícola, do que por eventuais serventias aeroportuárias que venha a autorizar.

A economia americana e europeia estão a acordar de um sonho que se transformou num pesadelo. O sonho foi acreditar que o Capitalismo poderia ser alimentado eternamente pelo consumo, autorizando por isso a exportação de boa parte das actividades produtivas para a Ásia. O pesadelo foi acordar com a verificação catastrófica de que a dívida infinita em que se metamorfoseou o sistema financeiro mundial, erigido pelos casinos de Wall Street, Londres, Tóquio e Frankfurt, pode a qualquer momento afundar por uma centena de anos, ou mais, a supremacia económica e política do Ocidente, conquistada a pulso, por vezes violento, desde o longínquo ano de 1498, quando Vasco da Gama avistou Calecute, descobrindo então o caminho marítimo que ligaria a Europa à Índia. Estamos, por assim dizer, neste preciso momento, no olho do furacão que destruirá o hegemonismo euro-americano no mundo, e a experiência não vai ser bonita!

Termino esta lúgubre nota como comecei: citando um esclarecedor artigo de John Ryley no Cornerstone, e recomendando a leitura integral do artigo acima citado, escrito pelo sempre lúcido Immanuel Wallerstein.

… “there is a secret right in front of everybody that the Fed, Wall Street and the banking industry wants to make sure investors don’t notice. It is the incredible growth in derivatives. If you think the sub-prime problem is big, you ain’t seen nothing yet.

According to the Comptroller of the Currency, total Derivatives in the top 25 banks in the US amount to about 180 Trillion dollars. Not billion, trillion. 1000 times a billion.

To put this in perspective, the US GDP for the 3rd quarter of 2007 was about 11 Trillion dollars. So they are playing a game with a pool of fictional money that is 16 times bigger than our economy.”

… “When thinking about the next Fed move, consider the implications of a 180 trillion dollar mistake. And even if you eliminate the derivatives that are netted out, that still leaves a pool more than double the size of the US economy.

Who is the Fed working for? Who is the Fed most concerned about? Who is the Fed likely to consider before making any moves. Given the choice between a Dollar crash or a major bank failure and closure, which do you think the Fed fears most? If you think the Fed doesn’t take the bank’s derivatives holdings into consideration, you have not been paying attention. It seems everything the Fed has been proposing since the summer is designed to throw the Dollar under the bus and let inflation run. All to protect the banks.” — in John Riley, The Trillion Dollar Secret.


NOTAS
  1. O Estado português acaba de mudar, sem aviso, as regras de cálculo dos prémios de permanência dos certificados de aforro, poupando com a aldrabice, 95 milhões de euros, ou seja, prejudicando 700 mil aforradores, na sua maioria cidadãos com mais de 50 anos!
  2. O crescimento especulativo dos mercados de ouro e outros metais preciosos chegou entretanto ao fim. Tendo surgido como resposta e escape ao colapso do mercado imobiliário especulativo e de alto risco, a especulação com o ouro, a platina e a prata, que atirou em apenas um ano o preço da onça troy de ouro dos 600 para os 900 dólares, começou a recuar dramaticamente ao meio de Sexta-Feira passada (01-02-2008). Os maiores consumidores de ouro do mundo, os indianos, deixaram de comprar, devido ao alto preço do metal. Este recuo acabou por se reflectir no mercado virtual de aplicações em metais preciosos, caindo a pique no fim da semana que passou.

OAM 305 02-02-2008, 02:37

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s