Portugal 29

Condominio Atlantico
Condomínio Atlântico

Luz ao fundo do túnel… da TAP

26-06-2008. A TAP está a estudar um cenário de fusão com a brasileira TAM e a TAAG (Transportes Aéreos Angolanos). — Jornal de Negócios.

O Rui Santos, observador estratégico da praia lusitana, já tinha previsto e insistido neste cenário há pelo menos um ano atrás! Bem vista a coisa, talvez seja a única possibilidade de sobrevivência da TAP fora da bolsa marsupial, e assassina, de alguma grande operadora da União a que se entregasse.

Por outro lado, é coerente com o nicho de mercado da transportadora nacional.

Por fim, vai na linha da necessária triangulação estratégica que mais convem ao país: a triangulação atlântica entre Portugal, o Brasi (e a Venezuela), o Golfo da Guiné (São Tomé e Príncipe e Guiné) e Angola.

Na fileira dos portos, esta mesma triangulação é igualmente válida e urgente! Mas para isso, além de atrair os Chineses a Sines, precisamos de uma delegação comercial estratégica muito forte no Panamá. Pois o Porto de Sines, para receber mercadorias da Ásia, tem que olear os contactos naquela garganta comercial decisiva para todo o século 21.

A turbulência no Médio Oriente favorece-nos, como sempre aconteceu ao longo da História.

Pois, pois, tratemos da nossa vidinha quanto antes, sem dar muita importância ao Tratado Constitucional (moribundo), pois é isso mesmo que o garnisé de Paris e o sonâmbulo de Downing Street andam a fazer. Uma Confederação Europeia é sempre melhor do que uma Federação! Só assim os europeus poderão empregar estratégias de geometria variável, absolutamente essenciais nos tempos que correm. A célebre hesitação estratégica europeia é uma vantagem e não uma deficiência congénita.

Eu sempre disse que a diplomacia Portuguesa não trabalha mal, independentemente do socratintas de turno.

PS: se esta aliança se concretizar, a hipótese do NAL volta a estar na ordem do dia! O Novo Aeroporto de Lisboa, no Campo de Tiro de Alcochete, teria então que ser considerado como opção estratégica oportuna, enquanto verdadeira plataforma intercontinental de mobilidade aérea. O correspondente project finance contaria então, naturalmente, com uma inesperada plêiade de investidores muito interessados!

Só mais uma coisinha (conselho do Rui Rodrigues, que muito estimo): reservem a Trafaria para um futuro porto de águas profundas à entrada do estuário do Tejo. Vamos precisar dele!

OAM 381 26-06-2008, 10:23

4 responses to “Portugal 29

  1. Caro António,Nestes temas reconheço competência a si e aos Lisboetas. Nun cenário destes até tenho maior abertura a um NAL. Ninguem a Norte se mostraria encomodado por ter que ir a Lsiboa para fazer viagens trans-atlanticas ou para SUL. O mesmo já não se passa nas viagens para a Europa, que na geometria variável terá que continuar. Sabia que os preços de transporte de contentores da Ásia para a Europa subiram 35% este ano ? Sabe o que isso significa ? Que os produtos de mão de obra barata da china passama não ser competitivos face aos do Norte de Portugal…

  2. Caro José,Excelente notícia. Já se adivinhava por causa da inflação chinesa, que anda nos 8,5% ! Mas o alargamento do Canal do Panamá vai ser uma oportunidade estratégica para eles… e para nós, se a soubermos aproveitar, não dando abébias desnecessárias a Madrid!Quanto ao “Sá Carneiro”, não se aflija. Vai saber-se em breve os excelentes resultados do aeroporto numero um do Noroeste Peninsular (sem rival na Galiza, o que é importante para o Norte de Portugal e para a relação estratégica entre Lisboa e Madrid!) O aeroporto da Maia teve um crescimento notável… mente estratégico. Basta andar pela Sé Velha e observar o número crescente de turistas italianos, etc….😉 Quanto à competitividade das PME, nomeadamente da Região Norte, apostemos nelas com coragem e determinação. Precisamos de usar a vantagem europeia, que ainda temos, no plano da criatividade, da educação e… da democracia cultural!Hoje estou optimista😉

  3. Mas lembre-se,Só é aceitável um NAL centralizador de trafego para as deslocações a sul de Portugal. Para norte de Portugal, o que faz sentido é que pelo menos metade dos voos de Lisboa para a europa façam escala na Maia. Se calhar, a fusão TAM+TAP+TAG é mesmo para compensar a queda de passageiros na Portela já no próximo Verão…Já viu esta reportagem ?http://www.tvi.iol.pt/mediacenter/home.php?tipo=2&art_id=&mul_id=11067150&pagina=1&psec_id=O que acha das declarações de António Mota sobre a «indisciplina» anti-betão da «sua» MFL ? Eu não acredito da MFL e portanto, estou para ver o que isto dá…

  4. Parece que o tema da fusão foi um balão de ensaio! Ou então, estamos perante uma guerra de bastidores entre a tríade de Macau (partidária dos triângulos) e um velho lóbi americano, que tem gente no CA da TAP e que não quererá ouvir falar de triângulos que ponham em dúvida a fidelidade canina da Nação ao Pentágono (e a Guantanamo!!), via porta-aviões dos Açores. Ainda não percebi bem o que andam Rui Machete (Fundação Luso-Americana) e António Borges (ex-Vice Presidente da Goldman Sachs) a fazer no organograma da MFL. Serão os ouvidos de Washington, e a Voz da América junto da nova direcção do PSD? E se forem, estará Durão Barroso na jogada? Vou estar atento .A reportagem da Manuela Moura Guedes sobre a pseudo saturação dos Slots da Portela foi na mouche! A blogosfera continua a marcar pontos😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s