Crise Global 29

Colapso da América X

… e os europeus que se cuidem!

“Información, experiencia y razón se ponen de manifiesto en tu blog que ya auguraba el crak que se habla hoy. Los políticos deberían tener más gente creativa como asesores ya que la intuición basada en la experiencia no es irracional. Yo, gracias a tus sugerencias desde Alcácer moví todos mis ahorros y me he salvado de una buena…hasta el momento. Toco madera! Te agradezco haberlo compartido en tu blog.” — e-mail dirigido hoje ao António Maria*.

O BCE, o Banco de Inglaterra e o Banco do Japão emprestaram 620 mil milhões de US dólares à Reserva Federal, no preciso em que o Congresso impediu o Tesouro Americano de fazer uma transfusão ilegal de riqueza nacional para os bolsos ávidos dos grandes especuladores, tolhidos e aflitos à sombra da Goldman Sachs, do Morgan Stanley e do JP Morgan. Se esta duplicação dos derivativos cambiais do FED, a que se dá o nome de SWAPS, não tivesse sido preparada em Londres, para a eventualidade de a burla de 700 mil milhões de US dólares, orquestrada por Henry Paulson, não passar, e não fosse concretizada imediatamente após conhecida a votação do Congresso, o que teria sucedido? Bom, a moeda americana estaria hoje, terça feira, 30 de Outubro de 2008, a caminho do Zimbabué!

Mas com o auxílio maciço à moeda americana ontem verificado, que sucede às economias japonesa e europeia? É simples de ver: o Japão continua a escravizar a sua população trabalhadora, arriscando-se a ter uma revolução sem precedentes no seu território. E a Europa, por sua vez, onde os cidadãos e empresas produtivas estão a pagar o regabofe de Wall Street, com a subida imparável dos spreads bancários, dos juros e da inflação (1), não tardará a dar uma resposta social violenta.

A sincronização da informação, da análise crítica e dos planos de acção de contingência por parte da cidadania democrática activa, tem vindo a engrossar. Os burocratas e corruptos de Bruxelas e dos vários governos europeus que se preparem! A subida das direitas populistas ao poder — na Áustria, Suíça, Suécia, Holanda, Itália e França — desenham-se claramente no horizonte. São uma alternativa real, embora indesejável para o meu gosto. Falta saber se os democratas e libertários intransigentes serão capazes de estimular a tempo uma resposta coordenada à escala europeia capaz de travar simultaneamente os populismos de direita e de esquerda (do género protagonizado pelos casamentos contra-natura entre trotskystas pueris e maoístas quadrados que entre nós deram origem ao Bloco de Esquerda), derrotando ainda a grande nomenclatura europeia da corrupção, que sob designações pervertidas diversas (“socialistas”, “sociais-democratas”, “liberais”) está a conduzir o velho continente para uma nova e perigosa encruzilhada (2).

Basicamente o que sucedeu foi isto: japoneses e europeus aflitos emprestaram à falida América uma quantia muito próxima dos mágicos 700 mil milhões de US dólares que Paulson quer roubar aos seus concidadãos. Esta montanha mágica de dinheiro é idêntica ao défice comercial americano, e corresponde sensivelmente ao orçamento anual do Pentágono! Ou seja, europeus e japoneses emprestaram liquidez ao governo americano para que este possa injectar liquidez nos mercados mundiais, alimentado desta forma frágil a esperança de que os EEUU continuem a consumir produtos japoneses (nomeadamente automóveis e empréstimos sem juros!), europeus e chineses. Os árabes do Dubai é que já não estão pelos ajustes e anunciaram que, depois de perderem 270 milhões de US dólares a tentar salvar o Citigroup Inc. e a Merrill Lynch & Co., vão passar a aplicar os seus vastos fundos soberanos (200 mil milhões de US dólares em activos) noutras pastagens. A liquidez mundial está a mudar de direcção. O ciclo das economias especulativas e de consumo acabou. Outro se seguirá, bem mais perto do velho paradigma da formiga diligente e trabalhadora, do que do da cigarra da Broadway. Entretanto, Europeus: ponham as vossas economias a salvo. Não confiem nem nos governos, nem nos pequenos partidos populistas, nem nos banqueiros. Confiem na vossa intuição! Preparem-se para o pior! Pois só assim sobreviverão ao colapso do grande casino da globalização dita “liberal”.

* — O que escrevo neste blogue, com a alimentação saudável, informada e crítica de muitos amigos e feeders institucionais, é a principal causa dos acertos até agora verificados com antecedência suficiente para permitir acautelar o pior. No entanto, o aviso aqui fica: não sou responsável pelas decisões dos meus leitores! Eles devem sempre comparar dados e opiniões antes de agir. Uma coisa é, porém, certa: sem uma leitura das estruturas invisíveis da realidade é virtualmente impossível traduzir as cortinas de calão e de contra-informação que diariamente políticos, especuladores e média nos servem à mesa do jantar.

NOTAS

  1. BCE injecta mais 190 mil milhões de euros no mercado financeiro!
    Mais de 400 bancos recorrem ao BCE em busca de financiamento

    30-09-2008 (Jornal de Negócios) Um total de 419 instituições financeiras da Europa recorreu hoje ao Banco Central Europeu (BCE) em busca de financiamento, numa altura em que o mercado de crédito está congelado. A instituição presidida por Jean-Claude Trichet cedeu 190 mil milhões de euros.

    Do total de 228 mil milhões de euros solicitados ao BCE, a autoridade monetária da Zona Euro entregou 190 mil milhões, em empréstimos de sete dias, aos 419 bancos que apresentaram propostas no leilão de hoje. Cerca de 15% dos empréstimos foram concedidos à taxa marginal de 4,65%. Em média, os bancos estão a pagar 4,96%.

    Novo recorde na Euribor

    30-09-2008 (SIC). A taxa Euribor está imparável e voltou hoje a bater recordes, por causa da crise no mercado financeiro.

    A Euribor a seis meses, a mais usada no crédito à habitação, subiu para os 5,38%, o valor mais elevado de sempre.

    A taxa a três meses cresceu para os 5,28%, o que também corresponde ao valor mais alto.

    A Euribor a 12 meses está perto dos 5,5%.

    Comentário: Enquanto os bancos obtêm rios de empréstimos a taxas de juro favoráveis, para se salvarem das consequências ruinosas da sua própria praxis, o cidadão comum vê subir o custo do dinheiro que os mesmos bancos tanto insistiram e insistem em emprestar. Temos que observar atentamente esta dualidade de critérios e agir!

  2. Sócrates assegura que famílias portuguesas com poupanças podem estar tranquilas

    30.09.2008 – 15h40 Lusa/ Público. O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que as famílias portuguesas com poupanças podem estar tranquilas apesar do actual quadro de crise – cuja responsabilidade atribui a Washington – e elogiou a capacidade de resistência das instituições financeiras nacionais.

    … Em contraste com as críticas que fez às autoridades de Washington, Sócrates defendeu que “os governos europeus mostraram já uma determinação total para dar confiança aos seus cidadãos”. “As poupanças dos europeus estão garantidas. É por isso essencial que os Estados Unidos aprovem rapidamente uma solução para acabar com uma desconfiança que mina a confiança no sistema financeiro internacional”, reforçou.

    No actual quadro de crise, Sócrates advogou que “a Europa já pagou um preço”.
    “Há um ano que estamos a pagar esse preço, com restrições no crédito e com o crédito mais caro. É altura para os Estados Unidos intervirem”, acrescentou. Numa mensagem ideológica, o chefe do Governo português sustentou que a presente crise “também demonstrou que o sistema europeu de regulação dá mais garantias” do que “os comportamentos pouco prudentes” dos Estados Unidos.

    Comentário: parece que a missão dos políticos e financeiros é evitar o alarme público. No caso dos políticos, banqueiros e economistas lusitanos, este princípio é seguido com extremo zelo. Tudo vai bem no Reino da Dinamarca! Ou seja, Portugueses: não se preocupem. O governo e as autoridades de supervisão estão atentas e protegem o vosso dinheiro! Estão? Protegem? Pois duvido muito! Se tudo vai bem por que sobem as prestações das hipotecas e dos empréstimos? Se tudo vai bem, porque andam os bancos europeus a correr para o BCE, como doidos? Pois eu acho que a corrida aos bancos já começou e está a acelerar! É por isso, e também porque os chineses e os árabes deixaram de emprestar, que o deserto tem vindo a invadir e a secar as reservas monetárias americanas e europeias. Até quando vai o BCE injectar liquidez nos mercados? Alguém se deu já ao trabalho de perguntar quantos euros sobram no mealheiro do BCE? O dólar pode vir a desaparecer de um dia para o outro, antes de 2017. E o euro?

REFERÊNCIAS


Fed Pumps Further $630 Billion Into Financial System

Sept. 29 (Bloomberg) — The Federal Reserve will pump an additional $630 billion into the global financial system, flooding banks with cash to alleviate the worst banking crisis since the Great Depression.

The Fed increased its existing currency swaps with foreign central banks by $330 billion to $620 billion to make more dollars available worldwide. The Term Auction Facility, the Fed’s emergency loan program, will expand by $300 billion to $450 billion. The European Central Bank, the Bank of England and the Bank of Japan are among the participating authorities.

Mystery Of $600 Billion In London Solved!

By Elaine Meinel Supkis (Culture of Life News)

All the reserves of the Federal Reserve are now gone. The ONLY way the Fed can flood the world with dollars is to beg all the other banks to give us dollars for us to give them. Got that? HAHAHA.

… Lord only knows what the Dragon of China is doing with its vast, huge dollar reserves! This $630 billion infusion is one third the size of China’s FOREX dollar reserves. Recently, I sat down and calculated Europe’s dollar reserves and it was over $600 billion by about $50 billion. So I am also assuming this injection was actually Europe letting the Federal Reserve ‘borrow’ their dollar reserves!

Financial Fears Mount as Congress Heads for Holiday

By Marc Pitzke in New York

09/30/2008 (Spiegel Online). One day after the House of Representatives shot down the $700 billion bailout package for Wall Street, many fear that the markets will plunge further. Political leadership, though, will have to wait — until after a two-day holiday.

Governos injectam 6,4 mil milhões de euros no banco franco-belga Dexia
30.09.2008 – 09h47 (AFP, Lusa/ Público)

O primeiro-ministro belga Yves Leterme anunciou hoje um acordo entre os governos belga, francês e luxemburguês para injectar 6,4 mil milhões de euros no banco franco-belga Dexia.

Wall St. Mess Stems Flow Of Petrodollars Into U.S.

DUBAI (Nikkei)–The recent Wall Street crisis appears to have prompted Middle Eastern sovereign wealth funds to rethink their strategy of placing large portions of their petrodollars in U.S. stocks.

Bader Al-Sa’ad, managing director of the Kuwait Investment authority, said Tuesday it is the responsibility of each country’s central bank to rescue financial institutions, stressing that the KIA has no intention of helping U.S. banks.

He also said he thinks the crisis in the U.S., Europe and Asia will create investment opportunities in various areas, such as the real estate and financial sectors, indicating that the KIA will review its portfolio.

One of the largest SWFs in the world, the KIA has more than 200 billion dollars in assets and invested a total of more than 5 billion dollars earlier this year in Citigroup Inc. and Merrill Lynch & Co. But those equities lost their value sharply due to the renewed financial turmoil. Al-Sa’ad said the KIA suffered a loss of 270 million dollars on its investment in Citigroup.

Congratulations, Corporate Crime Fighters! Coup Averted for Three Days! …from Michael Moore

Tuesday, September 30th, 2008. Everyone said the bill would pass. The masters of the universe were already making celebratory dinner reservations at Manhattan’s finest restaurants. Personal shoppers in Dallas and Atlanta were dispatched to do the early Christmas gifting. Mad Men of Chicago and Miami were popping corks and toasting each other long before the morning latte run.

But what they didn’t know was that hundreds of thousands of Americans woke up yesterday morning and decided it was time for revolt. The politicians never saw it coming. Millions of phone calls and emails hit Congress so hard it was as if Marshall Dillon, Elliot Ness and Dog the Bounty Hunter had descended on D.C. to stop the looting and arrest the thieves.

The Corporate Crime of the Century was halted by a vote of 228 to 205. It was rare and historic; no one could remember a time when a bill supported by the president and the leadership of both parties went down in defeat. That just never happens.

A lot of people are wondering why the right wing of the Republican Party joined with the left wing of the Democratic Party in voting down the thievery. Forty percent of Democrats and two-thirds of Republicans voted against the bill. — Michael Moore.

Why the bail-out would not work… on BBC News Online
By Ann Pettifor

Monday, 29 September, 2008 (Debtonation). Is Warren Buffett right? If this bail-out had been passed by congress, would it have halted the meltdown?

I don’t believe so. Here’s why…

First, this is a bail-out of a small number of shareholders and creditors with stakes in Wall Street financial institutions – people like investment guru Warren Buffett – and potentially some foreign banks.

Second, Second, the Fed, as with other central banks, effectively gave up its powers to control the rate of interest across the board, for safe and risky, and short and long-term loans. Instead interest rates – the price of credit – were effectively privatised.

Third, all that ‘easy money’ or credit acted like a giant pump, and inflated the price of assets e.g. property. The rich on the whole own assets, and could use their assets to borrow even more ‘easy money’, flip condos, move up the property market, buy stocks, race horses, works of art etc.

So asset prices rose higher, and higher. This helps explains why the rich became richer and the poor, poorer.

What would it take to fix the system. A bail-out of banks?
No, what is required is an overhaul of the whole economic system; a system-wide fix.

* That means, first, dumping the orthodox free-market zealots responsible for the policies that got us into this mess. (…)

* Second, it will be vital to restore to the Federal Reserve and other central banks the power to set the rate of interest (…)

* Third, we must abandon the policy of holding down wages and other forms of compensation, especially if we want people to repay debts, and help salvage the banks. Jobs will have to be protected, or even created by government, and incomes must rise.

* Fourth, we have to simply write off the debts of those poor people who cannot ever repay. Just as we write off the debts of companies or governments that can no longer pay, so we must recognise that many citizens are effectively insolvent. The refusal to acknowledge this truth lies at the heart of Mr Paulson’s plan – and that is why his plan will fail.

Bring back Keynes
The best way out of the economic crisis is to cut interest rates, create jobs and raise incomes. By Ann Pettifor.

Tuesday, September 30 2008 (Debtonation). Anglo-American finance ministers and central bankers, like little Dutch boys, try desperately to plug leaks in the bursting dyke that is the international financial system. In the US, treasury secretary Hank Paulson hoped for $700bn to plug the gaping hole in Wall Street’s banks. In the UK, the government is not just plugging holes, but setting aside competition rules to encourage the monopolisation of finance. Alistair Darling suspended competition rules to allow the Lloyds Bank takeover of HBOS because of the crisis. This is like suspending the law during hurricanes. The demise of another independent bank, Bradford & Bingley, and the transfer of its savings business to Santander, will increasingly monopolise finance.

Will these plugs and private-sector fixes work? No, because a) they are not system-wide fixes and b) they are based on the same flawed economic policies that spurred this crisis in the first place.

OAM 448 30-09-2008 16:48

One response to “Crise Global 29

  1. Uma forma de ajudar o USD é o BCE cortar na taxa de juro do EUR…Depois deste medicamento, o que restará ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s