Crise Global 47

Capitalismo de Casino

Capitalist Fools
by Joseph E. Stiglitz, January 2009

Behind the debate over remaking U.S. financial policy will be a debate over who’s to blame. It’s crucial to get the history right, writes a Nobel-laureate economist, identifying five key mistakes—under Reagan, Clinton, and Bush II—and one national delusion.

The truth is most of the individual mistakes boil down to just one: a belief that markets are self-adjusting and that the role of government should be minimal. Looking back at that belief during hearings this fall on Capitol Hill, Alan Greenspan said out loud, “I have found a flaw.” Congressman Henry Waxman pushed him, responding, “In other words, you found that your view of the world, your ideology, was not right; it was not working.” “Absolutely, precisely,” Greenspan said. The embrace by America—and much of the rest of the world—of this flawed economic philosophy made it inevitable that we would eventually arrive at the place we are today. — Vanity Fair.

O Prémio Nobel Joseph Stiglitz faz na edição de Janeiro da Vanity Fair um balanço impiedoso e ponto por ponto das causas mais evidentes da actual crise financeira mundial. Greenspan e Paulson aparecem como dois actores de série B, feios, porcos e maus. As origens do colapso financeiro e da recessão subsequente são localizadas e datadas com precisão. Os perigos de uma resposta leviana à actual crise, que nomeadamente deixe de fora a regulação das instituições financeiras e dos mercados bolsistas, a retoma das linhas de crédito às economias locais e às PMEs, nada fazendo (digo eu) aos paraísos fiscais da rainha de Inglaterra e quejandos, pode conduzir a nostalgia Keynesiana a uma emenda pior do que o soneto.

Um artigo que recomendo vivamente ao Primeiro Ministro, Ministro das Finanças, líder da Oposição e ao pessoal de Económicas.

Pecados recentes do capitalismo de casino:

  • desregulação dos mercados financeiros
  • excesso de liquidez especulativa e acumulação de dívidas públicas e privadas
  • Derivados, Credit Default Swaps, e outras perversões ao estilo dos Esquemas Ponzi
  • promiscuidade entre bancos comerciais e bancos de investimento
  • fiscalidade escandalosamente favorável aos juros bancários e lucros bolsistas
  • isenções fiscais e impostos baixos para as grandes corporações
  • alargamento dos rácios de endividamento bancário (de 12:1 para 30:1, ou mais)
  • guerra do Iraque
  • compensação escandalosa dos executivos das empresas financeiras com as chamadas stock options
  • agências de rating pagas à medida
  • resposta à crise pela via da manutenção do status quo que conduziu à situação actual

OAM 493 14-12-2008 00:46

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s