Cimeira iberoamericana

O Porto e a nova diplomacia económica

Cimeira Ibero-America discute no Porto crise económica mundial

Portugal recebe hoje vinte e dois ministros das Finanças e governadores dos bancos centrais dos países ibero-americanos. Na cidade do Porto vai decorrer uma cimeira Ibero-Americana com o objectivo de contribuir para uma resposta global à crise.

…A presença na cidade do Porto dos mais altos representantes de organizações internacionais como o Banco Mundial, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Banco Europeu de Investimento servirá ainda para abrir a discussão sobre o papel das instituições financeiras internacionais no combate à crise e no desenvolvimento da região ibero-americana.

Recorde-se que esta Cimeira ibero-americana tem lugar um mês antes da cimeira do G20 que reunirá a 2 de Abril, em Londres, os chefes de Estado e de Governo dos 20 países mais industrializados do mundo para debater a actual crise económica mundial, nomeadamente um controlo mais rigoroso sobre produtos e mercados financeiros. — in RTP.

A pouco e pouco, Portugal ressurge como uma porta simpática de entrada na Europa.

Desde logo, a Ibéria pode e deve ter prioridade no fortalecimento das relações atlânticas entre a América que fala espanhol e português e a União Europeia. E depois, seja pela importância crescente do Brasil, seja pelo que resta do episódio entre Chávez e o rei espanhol, ou ainda do anticolonialismo ainda fresco em muitos países outrora dominados pela Espanha, a verdade é que Portugal, apesar da sua pacatez económica, tem vindo a crescer diplomaticamente muito para além das expectativas de muitos de nós. É um bom sinal. E que seja o Porto a liderar as cimeiras onde se colocam sobretudo problemas de natureza económica e comercial, apenas testemunha que as tradições não morrem facilmente, sendo também um bom indicador da já aqui, por mais de uma vez, elogiada política externa portuguesa.

O segredo de Portugal, como nova Suiça da diplomacia mundial, está nisto: faz um triângulo perfeito com o Brasil e Angola, e continua na China, a pedido de Pequim, traduzindo e adaptando o direito romano (no caso português e de Macau) ao Mandarim.

Espero que o meu amigo do Norteamos esteja de acordo comigo sobre este janela de oportunidade.

OAM 545 02-03-2009 14:09

One response to “Cimeira iberoamericana

  1. António,Estive neste fim de semana a pensar na ideia do «parlamento blogger». Mais logo entro em contacto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s