Bolha Verde

Depois do petróleo, venha o CO2!

The Story of Cap & Trade from Story of Stuff Project on Vimeo.

“The overwhelming evidence is that the European Trading Scheme is retarding rather than driving emission drops.”Gar Lipow.

Os mesmos ogres (Goldman Sachs) do Capitalismo suicida que imaginaram as bolhas especulativas, ou melhor dito, as pirâmides Ponzi conhecidas por dot-com bubble e Subprime mortgage crisis querem agora que os governos de todo o mundo se precipitem para a super bolha que promete acabar de vez com a civilização tal qual a conhecemos (1).

Com o cândido hino ao combate às alterações climáticas provocadas pelas emissões de gases com efeito de estufa, os ogres da Goldman Sachs já convenceram os piratas de grande parte dos governos mundiais a fazer duas coisas: atacar com novas taxas e auditorias energéticas (para inglês ver), a generalidade das populações e, por outro lado, criar um gigantesco mercado de especulação em volta da negociata dos créditos de CO2.

O resultado deste estratagema será, antes de a super bolha explodir (numa III Guerra Mundial?), aumentar ainda mais a actual produção de gases com efeito de estufa, sobretudo oriundos do carvão e do petróleo, mas reservando tal consumo apenas para os países, grupos económicos e classes sociais com capacidade económica para acompanhar a inflação exponencial do direito de poluir, em detrimento de quem não puder pagar no futuro os exorbitantes custos das licenças de emissão de CO2 cotadas em Wall Street, Frankfurt e Xangai.

Ainda vamos porém a tempo de desmascarar mais este embuste, fazendo nomeadamente recuar a União Europeia perante o que se afigura ser um crime de incalculáveis consequências!

O escândalo em volta do chamado Climategate (2) veio subitamente suscitar uma discussão pública, mais detalhada sobre as ameaças efectivas que pesam sobre a humanidade, fruto das asneiras que tem feito e deixado fazer, mas também mais exigente no que toca às medidas que os poderes públicos (e sobretudo privados!) têm vindo a tentar implementar sorrateiramente sob a capa de uma boa acção. O fiasco da presença abortada de Al Gore na Cimeira de Copenhaga é simultaneamente um aviso e uma oportunidade para discutirmos com mais seriedade e precisão a inadiável estratégia de mitigação dos efeitos nefastos do actual paradigma energético e de desenvolvimento e de descoberta e implementação de uma nova filosofia de vida para os humanos, que obviamente recupere a noção panteísta da indivisibilidade da Natureza!

REFERÊNCIAS

  1. Ler também o Guião anotado do filme (PDF) de Annie Leonard, The Story of CAP & TRADE
  2. “‘It’s Not the Kind of Thing Where You Can Compromise’ – Climate scientist James Hansen talks about global warming, Copenhagen, and his new book.” (Newsweek)
  3. Durban Group for Climate Justice
  4. Tina Seeley, “U.S. Fossil-Fuel Subsidies Twice That of Renewables” (Update2) ,
    Sept. 18 (Bloomberg) — “Fossil fuels including oil, natural gas and coal received more than twice the level of subsidies that renewable energy sources got from the U.S. government in fiscal 2002 through 2008, the Environmental Law Institute said.”
  5. ‘Enron’s Other Secret’ : “The climate-change industry — the scientists, lawyers, consultants, lobbyists and, most importantly, the multinationals that work behind the scenes to cash in on the riches at stake — has emerged as the world’s largest industry. Virtually every resident in the developed world feels the bite of this industry, often unknowingly, through the hidden surcharges on their food bills, their gas and electricity rates, their gasoline purchases, their automobiles, their garbage collection, their insurance, their computers purchases, their hotels, their purchases of just about every good and service, in fact, and finally, their taxes to governments at all levels.”
  6. ‘How soon do we need to cut greenhouse gas emissions?,’ Grist, January 25 2009.
  7. Gar Lipow, “Cap-and-trade: filling up the political space that should be used for real solutions,” Grist, May 31, 2009.
  8. Elaine Meinel Supkis, “Copenhagen Incompetence: Hot Air For Global Cooling,” Culture of Life News. December 7, 2009.
    The secret Bildergberg meetings were all about scaring us into acting this year on the creation of the carbon trading derivatives scheme. They decided to have a massive coordinated effort via totally one-sided reporting and lots of scary headlines like when the wasteful and ridiculous Prince of Wales wailed that we were all doomed if we didn’t act instantly. The yelling was quite deafening. There was one gigantic hitch to all this hysteria: Mother Nature, as always, did as She pleased. And so the sun turned off its energy producing sun spot activity. And some obscure volcanoes in South America and the Pacific rim coughed up a fair amount of high stratospheric ash and gases and thus, we had one of the wettest, coldest summers in the Northern Hemisphere, for example.

NOTAS

  1. Consultar a propósito o sítio da International Emissions Trading Assotiation (IETA), entidade que há uma década tem vindo a montar o mercado global de emissões. Entre as muitas e poderosas companhias presentes, destaco estas: AENOR, Alstom Power, Bank of America Merrill Lynch, Barclays Capital, BNP Paribas, BP, Caisse des Dépôts, Camco, Chevron, Citigroup, ConocoPhillips, Credit Suisse, EDF, Endesa Generación, Eni, E.ON AG, Gazprom Marketing and Trading Limited, GDF SUEZ, General Electric Company, Goldman Sachs International, Iberdrola Generation, JP Morgan Chase Bank, KPMG, Mitsubishi Corporation, Morgan Stanley & Co. International Limited, Nomura International plc, NYMEX, Petrobras S.A , Rio Tinto, Shell International B.V., The Dow Chemical Company, Total, Toyota Motor Europe.
  2. “Curry: On the credibility of climate research”, by Steve McIntyre on November 22nd, 2009 (Climateaudit); “Climate Gate. Estes são os emails que incendiaram Copenhaga” (i)

OAM 657 05-12-2009 19:48 (última actualização: 08-12-2009 01:23)

2 responses to “Bolha Verde

  1. Estamos entalados por todos os lados, não é Cerveira? Eu defendo uma revolução violenta, não contra os desgraçados dos polícias mas ir apanhando os testas de ferro, um a um. Das escalas inferiores para as escalas superiores.

  2. Se uma revolução resolvesse o problema! O problema maior é que não resolve. Espera-nos, muito antes de qualquer revolução, um longo período de implosões e de guerras de sobrevivência, em volta de recursos essenciais como a água e a terra arável. Enquanto houver blogosfera, o importante é caminharmos para a criação de uma poderosa rede de inteligência colectiva — centrada na resistência ao colapso e na busca incessante de soluções. Esta espécie de cognosfera neuro-algorítmica nasce de uma base material que é preciso defender e fortalecer a todo o custo: cada um de nós!

    Tenho dúvidas crescentes sobre a oportunidade da regionalização, que em tempos defendi, e que a sarna debilitante dos partidocratas pretende reacender (imagino que para continuar a dar emprego aos caciques locais que a lei impedir de se recandidatar ao tacho municipal.)

    Prefiro pensar numa refundação político-administrativa dos Estados segundo o princípio da descentralização corpuscular. Todo o poder às freguesias e aos bairros! Imagine-se cada freguesia, ou cada bairro, aldeia, etc., como o nó local de uma rede sem fixação, nem limitação geográfica, i.e. sem depender (nem contribuir para) instâncias parasitárias intermédias, estruturando as decisões, o esforço fiscal e a redistribuição económica.

    Mas então quem detém a visão de conjunto e subordina o interesse privado ou particular ao interesse colectivo ou público — perguntarão aflitos os centralistas do costume?

    Eu responderia assim: será a dinâmica incessante das novas redes neuro-digitais da cognosfera, a que as velhas democracias representativas, uma vez renascidas das cinzas, darão depois forma e apropriada legitimação.

    Os actos violentos e as cirurgias assassinas não passam de operações cujo alcance não dependem de si próprios. O que não significa que não tenhamos, em breve, que nos organizar contra a violência dos Estados capturados por elites corruptas e terroristas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s